Novo Diretório Acadêmico do curso de Ciência da Computação

O curso de Ciência da Computação está com novos integrantes no Diretório Acadêmico, com vigência de 20/08/2018 até 19/08/2019.

Os membros são:

Presidente: Lisiane Reips,
Vice-Presidente: Diana Braatz,
1º Secretário: Gian Paulo Vieira,
2º Secretário: Willian Francisco Rohr,
1ª Tesoureira: Anna Laura Junges,
2ª Tesoureira: Elisandra Güntzel,
Apoio: Vandra Terhorst.

Aprovado novo Projeto Pedagógico Curricular do curso de Ciência da Computação

Na tarde do dia 21 de Agosto de 2018, na reitoria do IFRS em Bento Gonçalves, foi aprovado pelo Conselho Superior do IFRS o novo PPC da Ciência da Computação.

Os alunos que ingressarão no curso a partir de 2019 cursarão a nova matriz curricular.

O novo PPC foi criado a partir de um trabalho de uma comissão de professores durante o ano de 2017 e 2018 com o objetivo de atualizar a estrutura do curso para as demandas do mundo do trabalho e aproximar o curso ao perfil dos nossos alunos.

Seguem os detalhamentos do Projeto Pedagógico Curricular e da nova Matriz Curricular:

Matriz Curricular – Ciência da Computação – 2019

PPC Ciência da Computação – 2019

Calendário de Oficinas e Demonstrações Tecnológicas para 2018-2

Neste ano estamos trazendo algumas oficinas tecnológicas para nossos alunos através do esforço do projeto Formação Acadêmica Complementar: Ações em loco no curso de Bacharelado em Ciência da Computação. Coordenado pela prof. Vanessa e executado pelos bolsistas Lisiane e Lestaf.

O cronograma para o segundo-semestre é o que segue:

15/09 -> Oficina de Banco de Dados   Curso de Terminal Linux

06/10 -> Minicurso Introdução à Robótica Utilizando Arduino

Além destas datas, lembrem-se que teremos outros eventos também com oficinas demonstrações tecnológicas, tais como:

29/08 -> #vemproif

03 – 04/10 -> Moepex

09 – 10/11 -> Semept (Bento Gonçalves)

27 a 29/11 -> Semana Acadêmica Ciência da Computação

Aula Inaugural Ciência da Computação 14/08/2018

Convidamos toda comunidade acadêmica para uma conversa descontraída sobre o mercado de trabalho em computação.

HOME-OFFICE: A ARTE DE TRABALHAR DE PIJAMA

 

Contexto do trabalho Home-Office:

  • Nos últimos 10 anos, o número de funcionários trabalhando em um formato flexível subiu de 9% para 37%.
  • Uma pesquisa com trabalhadores remotos avaliou que eles são 7% mais felizes do que os que ficam apenas no escritório.
  • 9 em cada 10 trabalhadores sentem que rendem mais trabalhando em outros ambientes, fora do escritório.
  • Entre os empresários, 1 em cada 4 já faz a previsão de que 75% da força de trabalho será remota em 2020.
  • Mais da metade dos funcionários remotos fazem contato com o supervisor ou gerente da equipe pelo menos uma vez por dia.

 

Palestrante: Rogers Prates de Pelle

Local: Auditório Central

Data: 14 de Agosto

Horário: das 19 às 20h30min.

 

 

Fonte: https://www.valuewalk.com/2017/01/get-working-remotely-infographic/

HeyPhone, o rádio opensource que ajudou no resgate dos garotos da Tailândia

Projeto foi construído exatamente para ajudar em resgates em cavernas

12 garotos de um time de futebol tailandês e seu treinador foram resgatados das cavernas de Tham Luang nesta semana após passarem 14 dias isolados do mundo exterior. Um mergulhador perdeu a vida no processo de resgate, mas todas as crianças saíram de lá vivas e relativamente bem. Além do heroísmo de quem deu a vida para fazer isso acontecer, é importante falar também do papel que a tecnologia teve nesse episódio, especialmente o do HeyPhone.

O HeyPhone é um rádio comunicador criado por John Hey especificamente para auxiliar no resgate em cavernas. O aparelho foi desenvolvido pelo operador de rádio no Reino Unido para substituir outros equipamentos similares usados por equipes de salvamento em cavernas britânicas.

Leia mais…

Fonte: HeyPhone, o rádio opensource que ajudou no resgate dos garotos da Tailândia

Inteligência de dados: como isso está mudando o nosso mundo?

Entenda como a tecnologia da inteligência de dados está transformando até mesmo as empresas já consolidadas no mercado

Em tempo de Copa do Mundo, é praticamente impossível que os brasileiros esqueçam o que aconteceu na última vez em que enfrentaram os alemães em jogos pela competição. Mas o que nem todo mundo se lembra é o que estava envolvido no processo de preparação da seleção alemã. Mais do que treinamentos: muito estudo e análise de dados.

Já faz alguns anos que a seleção alemã (e vários grandes times da Europa) tem usado uma plataforma de Big Data para melhorar seus números. Trata-se de um projeto chamado Sports One, que é baseado em nuvens e consegue fazer cálculos com muitas informações sobre atletas em tempo real, como número de passes, velocidade média, tempo de posse da bola e posicionamento em campo.

Leia mais…

Fonte: Inteligência de dados: como isso está mudando o nosso mundo?