Author: Lisiane Oliveira

I Semana Acadêmica da Ciência da Computação

Curso de Ciência da Computação do IFRS câmpus Ibirubá realiza a 1ª Semana Acadêmica

Entre os dias 06 e 10 de Dezembro, no IFRS câmpus Ibirubá foi realiza a 1ª Semana Acadêmica do curso Superior Bacharelado em Ciência da Computação. Esse curso é uma nova oportunidade de formação disponibilizada a partir de 2015 pela instituição, de forma gratuíta a comunidade regional. A programação do evento foi composta por palestras, oficinas, minicursos, apresentação de trabalhos científicos. As palestras foram:

Cultura Hacker: Chave para o Sucesso, ministrada por Ricardo Ogliari, que possui mais de 320 publicações entre palestras, workshops e artigos em revistas e sites especializados. Co-autor do livro “Android: do Básico ao Avançado”. Um dos 10 nomes do open-hardware no Brasil em 2013, indicado pela revista iMasters.

Startups e Incubadoras: desafios do empreendedorismo inovador ministrada por Anderson Yanzer que foi gerente de uma Incubadora Tecnológica da ULBRA e trabalhou na implantação de uma rede inovação. Atualmente trabalha no projeto de implantação de habitats de inovação no IFRS e atua junto a Pró Reitoria de Pesquisa dessa instituição.

Os minicursos desenvolvidos foram Processamento de Imagens Digitais com OpenCV,Introdução ao Desenvolvimento de Jogos 3D com Unity e Introdução a construção de Interfaces gráficas com JavaFx respectivamente ministrados por Elison Lins,
Jason Scalco Piloti e Gustavo Paulus.

Na semana também ocorreu o III Hackathon, que é um evento que objetiva proporcionar oportunidades e incentivo para o treinamento do participante quanto à sua capacidade para a resolução de problemas e o desenvolvimento de um software em tempo limitado. Neste contexto, criam-se mecanismos para a classificação de tais habilidades, estimulando seu aperfeiçoamento. A meta principal desta competição é promover a prática de programação de maneira integrada entre os alunos do curso Técnico Integrado em Informática e Bacharelado em Ciência da Computação. Nessa ocasião os alunos da Ciência da Computação Vitor Hugo Grenzel, Mathias Wiedemann e Ismael Woltmann venceram a competição.

Como encerramento aconteceu o Fórum do Grupo GTI Sul, que trouxe a Ibirubá gestores de TI do Sul do Brasil. O GTISUL é formado por gestores de departamentos de Tecnologia da Informação de empresas localizadas nos estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Com a realização de reuniões mensais, o Grupo debate assuntos de interesse coletivo dos membros através de palestras e rodadas de negócio com fornecedores de todo o Brasil que expõem seus produtos e serviços.

 

2º Dia do FITE 2016

No dia 22, no FITE 2016, duas palestras lotaram mais uma vez a casa de Cultura de Ibirubá

Transformação Digit@l: entregue experiências! – Cristiano Paim Buss

Crise e oportunidade! Que Crise? Que Oportunidade? Ervino Paulo Vogelmann

fite fite2 fite3

Oficina de Drones – IFRS Ibirubá

No dia 25 de Maio foi realizada uma oficina sobre Drones, ministrada pelo Gustavo Visentini. Na ocasião estiveram presentes os alunos bolsistas do projeto de pesquisa sobre Drones desenvolvido no IFRS Câmpus Ibirubá, do Curso de Ciência da Computação. Esse projeto tem apoio da Copeagri e visa o processamento de imagens aéreas de superfícies cultivadas ou não para diagnóstico de problemas na área agrícola.

EPIF – Equipe de Programação de Ibirubá alcança 3º lugar na Competição CRIA

A Equipe de Programação IFRS – Ibirubá/RS (EPIF) tem o objetivo de promover nos alunos a criatividade, a capacidade de trabalho em equipe, a busca de novas soluções de software e a habilidade de resolver problemas sob pressão através da criação de uma equipe para o desenvolvimento de pesquisa, treino e participação de competições de programação. No ano de 2015, a equipe participou da Copa Rio Info de Algoritmos – CRIA que visa atrair e estimular jovens talentos do ensino médio/técnico a buscar uma carreira na área das Tecnologias da Informação e Comunicação – TICs. A CRIA já vai para a sua 4a. edição mantendo como objetivo estimular o aprendizado e a qualificação dos futuros profissionais de programação e reconhecer as escolas e professores que abraçam este desafio.

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul – Campus Ibirubá participou com a equipe formado pelo professor Tiago Rios da Rocha e os alunos Luciana Marasca Wiener, Jeferson Seibel e Juliana Thais Schneider, conseguindo se classificar em 3º lugar na Competição que aconteceu no Rio de Janeiro.

 

 

 

FITE – Abertura do Evento – Ibirubá

Iniciou ontem, dia 21 de Junho na Casa de Cultura de Ibirubá, o evento FITE (Fórum de Inovação Tecnologia e Educação) com um público em torno de 700 pessoas.

Fórum de Inovação Tecnologia e Educação promovido pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul – Campus Ibirubá quer estimular o espírito criativo e o pensamento inovador, oportunizando espaços de reflexão sobre o panorama tecnológico atual e as perspectivas para o futuro. Esperamos aproximar o meio acadêmico das empresas e da comunidade regional.

A palestra da noite foi sobre Ambientes de Inovação conduzida por Anderson Yanzer, professor na área de Informática do IFRS campus Osório e chefe do Departamento de Fomento à Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico do IFRS.

Hoje a noite, dia 22 de Junho, teremos duas palestras:

Transformação Digit@l: entregue experiências! – Cristiano Paim Buss – é palestrante em eventos internacionais de tecnologia, com foco especial em máquinas agrícolas e computação móvel.

E Ervino Paulo Vogelmann escritor com três títulos publicados:

“A Empresa Flexpower”,
“A Arte de ensinar e construir o conhecimento” e
“Construindo Círculos de Prosperidade”.

Quem ainda não se inscreveu, venha para Casa de Cultura hoje e faça sua inscrição. Acesse o link: http://www.fite2016.com.br/ e fica sabendo mais sobre o que está acontecendo no evento.

Em nome da Coordenação do Curso Técnico em Informática e Ciência da Computação do IFRS campus Ibirubá agradecemos a expressiva participação dos alunos.

Metodologias Inovadoras no Curso de Informática

Os cursos de Informática e Ciência da Computação tem foco no desenvolvimento de soluções de software e hardware para auxiliar as pessoas em suas atividades diárias. O desenvolvimento dessas, requer um processo de concepção bastante importante e que demanda tempo, conhecimento, habilidades e competências dos profissionais responsáveis pela sua confecção. Nesse sentido, nesses cursos são utilizadas metodologias de ensino consideradas inovadoras como Design Thinking e Ensino Híbrido.

O Design Thinking é considerada uma metodologia ou processo de inovação, ou seja, um novo jeito de pensar e abordar problemas, sendo que a sua abordagem é centrada nas pessoas, sustentada em três pilares: Empatia, Colaboração e Experimentação.

O Ensino Híbrido  é um programa de educação formal no qual um aluno aprende, pelo menos em parte, por meio do ensino online, com algum elemento de controle do estudante sobre o tempo, lugar, modo e/ou ritmo o estudo, e pelo menos em parte em uma localidade física supervisionada, fora de sua residência. É um método que alterna momentos em que o aluno estuda sozinho – em geral em ambiente virtual – e em grupo, quando interage com seus colegas e o professor. “O cerne é a personalização do ensino. Buscam-se diferentes ferramentas – não somente as tecnológicas – para suprir as necessidades do aluno contemporâneo”, explica Adolfo Tanzi Neto, consultor pedagógico e de pesquisas da Fundação Lemann (BACICH, 2015).

Entre as abordagens utilizadas são: Sala de Aula Invertida, Laboratório Rotacional, Rotação por Estações.

DSC_2184jogocelular notebook desig 12509522_620275818110668_1716815956844754355_nDT12321122_602448289893421_5918129534313026438_njogosvader

12507438_620273221444261_6278584534613899729_n

FITE 2016

logo2

 

O Fórum de Inovação Tecnologia e Educação promovido pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul – Campus Ibirubá quer estimular o espírito criativo e o pensamento inovador, oportunizando espaços de reflexão sobre o panorama tecnológico atual e as perspectivas para o futuro. Esperamos aproximar o meio acadêmico das empresas e da comunidade regional.

Palestrantes:

Anderson Yanzer

Professor na área de Informática do IFRS campus Osório e chefe do Departamento de Fomento à Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico do IFRS. É Doutor em Ciência da Computação pela PUCRS e voluntariamente atua como Diretor adjunto da Sociedade Brasileira de Gestão do Conhecimento (SBGC­RS).

Cristiano Paim Buss

Formado em Sistemas de Informação – UPF, MBA em Gerenciamento de Projetos – FGV, Diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da STARA S/A, Fundador e Membro da Comissão Brasileira de Agricultura de Precisão do MAPA. Cristiano Buss, é palestrante em eventos internacionais de tecnologia, com foco especial em máquinas agrícolas e computação móvel.

Ervino Paulo Vogelmann

Economista, Pós-graduado em Planejamento Estratégico e MBA em Comércio Exterior, perito em demandas judiciais que envolvam cálculos financeiros, escritor com três títulos publicados: “A Empresa Flexpower”, “A Arte de ensinar e construir o conhecimento” e “Construindo Círculos de Prosperidade”.

Adriano Canabarro Teixeira

Doutorado em Informática na Educação pela UFRGS, Pós-doutor em Educação pela UFRGS. Atualmente é Professor Titular na Universidade de Passo Fundo em dois programas de Pós-Graduação. Atua como professor colaborador no Doutorado em Educação da UFRS e como pesquisador colaborador no Departamento de Ciência da Formação da Universidade de Roma Três. É o idealizador dos projetos Berçário de Hackers, Escola de Hackers e Escola de Hackers Avançada da Prefeitura Municipal de Passo Fundo. É líder do Grupo de Educadores Google Passo Fundo.

Luiz Henrique Thielke

Técnico em Agropecuária pela Escola Técnica Alto Jacuí, atuou como técnico agrícola na região. De 2008 à 2010 atuou nos Estados Unidos quando retornou ao Brasil para desenvolver os mercados da América Central e do Sul com equipamentos de ordenha da Eurolatte. Em 2013, passou a fazer parte do departamento de Mercado Externo da Indústria de Implementos Agrícolas Vence Tudo, onde atua até hoje. Nestes últimos anos desenvolveu os mercados da América Central, Rússia e principalmente de diversos países do continente africano.

Palestras com profissionais da área da Computação no IFRS campus Ibirubá

colagem

 

Na noite do dia 30/05/2016, os alunos do Curso de Informatica Integrado e Ciência da Computação tiveram a oportunidade de trocar experiências com dois grandes profissionais, profª Vânia Bogorny da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina) e João Otero, empreendedor, CEO na empresa Parallel30, CEO & Founder na empresa Spotwish e CEO & Founder na empresa Bullb.

II HACKATHON – Entrega da premiação

13238861_1202647673103151_4711561060418995658_n2

Hackathon é um neologismo originado das palavras inglesas “hack” (programar excepcionalmente) e “marathon” (maratona). Pensa-se que o termo começou a ser utilizado em junho de 1999, durante um encontro para criptógrafos organizado por desenvolvedores de OpenBSD. Atualmente, os Hackathons são eventos que primam pela criação de soluções criativas e inovadoras de software, evolvendo conceitos de design, codificação, lógica, otimização, etc.

Um dos objetivos do evento é proporcionar oportunidades e incentivo para o treinamento do participante quanto à sua capacidade para a resolução de problemas e o desenvolvimento de um software em tempo limitado. Neste contexto, criam-se mecanismos para a classificação de tais habilidades, estimulando seu aperfeiçoamento.

A meta principal desta competição é promover a prática de programação de maneira integrada entre os alunos do curso Técnico Integrado em Informática.

Os objetivos do evento são: 

  • Estímulo – Proporcionar novos desafios aos estudantes, instigando-os a desenvolver ideias de soluções e aprimoramento.
  • Novos horizontes – Preparar e fomentar a participação em outras competições reconhecidas.
  • Desafios – Proposições que exigem raciocínio, desenvolvendo a capacidade de resolver problemas.
  • União – Integrar pessoas e conhecimentos distintos para chegar às melhores soluções.

A equipe vencedora foi composta pelas alunas Stefani MullerLetícia Vargas e Raquel Kunz.

O evento teve o patrocínio de MK Informática que tem como proprietário o aluno do Curso de Ciência da Computação Maiel Kamphorst, que gentilmente presenteou a equipe.

Em segundo e terceiro lugares ficaram as equipes, respectivamente:

Agnes Krammes e Samuel;

João Víctor Alves, Alice e André Lourenço

Para maiores informações acesse: II Hackathon

O Hackathon é um evento desenvolvido pelos bolsistas do projeto EPIF:  Evelyn Thainá Prass Ruppenthal, Jeferson Seibel e Juliana Schneider, coordenado pelo professor Tiago Rios da Rocha e que teve apoio dos professores do Curso Técnico em Informática e Ciência da Computação.

 

Alunos do Curso Técnico Informática participam de projeto pioneiro no Brasil

híbrido                       híbrido2

No ano de 2014, o Instituto Península em parceria com a Fundação Lemman desenvolveu o projeto Ensino Híbrido e o Câmpus Ibirubá participou dessa importante idealização. A professora do Câmpus, Fernanda Schneider, em colaboração com a professora Lisiane Cézar de Oliveira e com os alunos do Ensino Médio Integrado, fez parte do Grupo de Experimentação em Ensino Híbrido e Uso de Diferentes Tecnologias. O grupo era composto por 16 professores que ministram aulas para o ensino fundamental e médio de 13 escolas brasileiras públicas e privadas.

O ensino híbrido já é desenvolvido em outros países, como por exemplo na Clayton Christensen Institute (EUA), onde se destaca o co-fundador Michael Horn (ministrante de oficina para o grupo). Entretanto, o projeto é considerado pioneiro no Brasil porque parte da aplicação em diferentes realidades, tendo-se por premissa a adaptação e a experimentação de novas formas de ensinar e aprender por meio do uso da tecnologia e de um conjunto de práticas integradas – presenciais e online – que permitem ao aluno ser protagonista do seu aprendizado.

A partir dos aprendizados obtidos com essas experiências do grupo, criou-se uma rede de conhecimento e um acervo de informações que poderão ser replicados para professores de todo o Brasil. Destaca-se, neste ano de 2015, a disponibilização do curso (http://isesp.edu.br/ensinohibrido/curso/) e a recente publicação do livro “Ensino híbrido: personalização e tecnologia na educação, organizado pelos coordenadores Lilian Bacich, Adolfo Tanzi Neto e Fernando de Mell”, com prefácio de José Armando Valente e participação de José Moran. A experiência vivenciada no IFRS é relatada pela professora Fernanda em um dos capítulos.

*Confira mais imagens em na página do IFRS campus Ibirubá no Facebook